top of page

Água hospitalar contaminada: quais os perigos?

Atualizado: 14 de mar. de 2023

Água contaminada é qualquer água que entra em contato com uma variedade de poluentes, bactérias e outros microorganismos. Ela pode causar sérios problemas de saúde para quem a bebe ou entra em contato. Os hospitais são particularmente vulneráveis aos efeitos da água contaminada porque dependem de água limpa para procedimentos médicos, atendimento ao paciente e limpeza. Veja abaixo quais os riscos e como garantir a biossegurança.


Quais são os usos da água hospitalar?


No hospital é de grande importância o abastecimento de água em quantidade e qualidade adequadas aos seus diversos usos como a água utilizada na limpeza, desinfecção e esterilização das instalações e equipamentos diversos como: instrumentos cirúrgicos, máquinas de hemodiálise, quartos, enfermarias, salas de cirurgia, etc.


Além disso, a água hospitalar é importante na preparação de alimentos, consumo, assistência direta (respiradores, nebulizadores, incubadoras, etc.), refrigeração e lavanderia.


Todos esses pontos entram em contato com funcionários, pacientes ou visitantes. Sendo assim, o risco de contaminação é grande.


Quais são os perigos da água hospitalar contaminada?

A água pode conter organismos nocivos à saúde, como as bactérias entéricas causadoras da febre tifóide, organismos patogénicos como a "Entamoeba histolytica", causadora da disenteria amebiana, vermes (cercárias de esquistossomas), vírus e bactérias.


Quando as defesas normais do ser humano são inadequadas, como após o nascimento, na velhice, nos estágios terminais de doenças ou após exposição à radiação, a contaminação pode ser fatal.


No processo de hemodiálise, por exemplo, a água no circuito da diálise deve ter composição química apropriada e pureza bacteriológica. Não havendo esta obediência, o sangue do paciente pode ser exposto a condições perigosas que podem causar sérias consequências.



Como garantir a conformidade da água dentro de um hospital?


De um modo geral, a qualidade da água é estabelecida por autoridades locais, comitês de saúde e outras agências de saúde da comunidade, as quais estabelecerão parâmetros que podem incluir amostragem e análises periódicas. Devido ao fato da água ser um veículo de contaminação que atinge rapidamente uma grande quantidade de indivíduos, o hospital deve determinar uma política própria para o controle de qualidade da água.


É importante que os hospitais tomem medidas para garantir que seu abastecimento de água seja seguro e livre de contaminantes. Isso inclui testes, descontaminação e manutenção regulares do sistema de água, bem como técnicas de desinfecção adequadas para todas as superfícies que entram em contato com o abastecimento de água.



Conte com mais de cinco décadas de experiência da Clorin!


Somos uma empresa preocupada com o bem-estar e saúde das pessoas em diversos ambientes. Assumimos a missão de contribuir positivamente com a qualidade de vida da população, através de alimentos, água, superfícies e utensílios desinfetados com praticidade, eficácia e segurança. Tudo isso oferecido a partir de soluções inovadoras direcionadas para os mais diversos segmentos.


Um dos principais diferenciais dos produtos Clorin é sua formulação, que tem como base o Dicloro-S-Triazinetrione de Sódio, um componente orgânico de forte ação germicida aprovado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), além de ser o único desinfetante do mercado com o selo IBD (maior certificadora de produtos orgânicos e sustentáveis da América Latina).


Continue acompanhando nosso blog e saiba mais sobre nossas ações e como nossos produtos ajudam a oferecer uma melhor qualidade de vida aos seus pacientes e colaboradores.




95 visualizações0 comentário
bottom of page