top of page

Alimentos orgânicos, por que devemos higienizar?

Cada vez mais, os orgânicos ganham espaço nas gôndolas dos mercados e existe uma razão para isso: são produtos cultivados sem agrotóxicos e processados apenas com insumos certificados para a agricultura orgânica e, por isso, são uma boa alternativa para quem está buscando uma alimentação realmente saudável.
Na pesquisa realizada aqui pela Organis em 2021, 34% dos consumidores de orgânicos declararam que compram seus produtos, em média, duas vezes por semana. Esse estudo mostrou uma forte tendência de aumento no consumo de orgânicos – até 112% em relação aos 16% de 2019. Ainda segundo a pesquisa, o crescimento no consumo de orgânicos cresceu 240% entre 2019 e 2021 se comparado ao período de 2017 a 2019. É uma tendência.
Alguns pontos, no entanto, merecem ser observados. Mesmo produzidos de forma mais natural e livre de agrotóxicos, os produtos orgânicos também precisam ser higienizados antes de serem consumidos. É necessário eliminar os resíduos de terra, de bactérias e microrganismos que podem estar presentes no produto.

De acordo com Liliam Teixeira Francisco, nutricionista membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM) e membro da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade (ABESO), é importante a higienização visto que o alimento orgânico não está livre destas contaminações que podem vir da própria plantação ou mesmo de plantações vizinhas, trazidas até pelo vento.

“Oriento meus pacientes a usarem pastilhas próprias para essa desinfecção, deixando o produto agir por apenas 15 minutos sem precisar enxaguar. Essas pastilhas não alteram sequer o sabor dos alimentos e garantem mais durabilidade aos produtos”, conta ela, que desaconselha o uso de vinagre para a higienização. “O vinagre não tem capacidade de eliminar as bactérias”, diz Liliam.

“Todas as folhas, legumes e frutas precisam dos mesmos cuidados de desinfecção e lavá-los apenas na água corrente não elimina os microrganismos. O alimento pode ser orgânico, não vir com pesticidas da plantação, mas trazer vestígios de terra, sujidades e apresentar contaminação. Importante destacar que, mesmo sendo orgânico, ele não está livre de bactérias e microrganismos”, explica a nutricionista.

Ela destaca, ainda, que algumas doenças podem ser causadas pela má higienização dos alimentos. “Entre as bactérias que costumam vir nos produtos, a mais comum é a Escherichia Coli, que pode causar diarreia e/ou infecção urinária, além de outras alterações mais graves. Além disso, se não houver correta higienização, a bactéria que se encontra na parte externa (casca), pode entrar no alimento durante o corte com a faca, por exemplo nas frutas como abacaxi, limão, laranja etc.”, conta Liliam.

Uma solução para essa higienização correta é o uso das pastilhas Clorin Salad. Com um grande diferencial no uso do Dicloro-S-Triazinetrione de Sódio, um componente orgânico de forte ação germicida, as pastilhas efervescentes foram especialmente desenvolvidas para garantir uma segura, rápida e eficaz desinfecção das frutas, verduras e legumes sem alterar o sabor dos alimentos. Além de ser aprovado com selo IBD para uso em insumos orgânicos, não necessita enxágue após a utilização e previne doenças transmitidas por alimentos contaminados, com eficácia comprovada contra bactérias e vírus testados, inclusive contra o Coronavírus que causa a Covid-19.



21 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page