top of page

Como sua empresa do ramo alimentício pode ficar longe de contaminação pela água?

Atualizado: 13 de mar. de 2023

Os riscos na relação da qualidade dos alimentos com a contaminação pela água são bem relevantes. Veja como sua empresa do ramo alimentício pode ficar longe disso.


É cada dia maior a preocupação das pessoas, com relação a problemas de saúde causados por intoxicações alimentares. Ao fazer refeições fora de casa, seja em restaurantes, padarias, lanchonetes em shoppings, hotéis e até mesmo no restaurante de sua empresa ou indústria, temos uma preocupação muito grande com relação a preparação dos alimentos.


Mas muitas vezes uma intoxicação alimentar, não é causada apenas pelo alimento mal conservado ou mal preparado, mas pela água de má qualidade ou contaminada, que é usada na preparação ou na higienização de equipamentos e utensílios. Você já havia pensado nisso?

A água é fundamental para a indústria de alimentos. Além de ser um ingrediente importante para preparar os alimentos e bebidas. Ela também é o principal agente de limpeza, desinfecção e sanitização de ambientes, equipamentos e utensílios, quando combinada ao produto químico para esta finalidade.


Consequências da água imprópria para produzir alimentos


São mais de 200, as principais doenças que podem ser causadas por alimentos, geralmente causados por bactérias, parasitas, bolores e vírus. Mas as bactérias são responsáveis por cerca de 90% dos casos de intoxicação alimentar e 70% dos surtos. Por isso, a importância em se atentar e redobrar o rigor com relação a desinfecção segura e qualidade da água na produção de alimentos.

Saber a procedência da água que você usa em seu estabelecimento, seja do subsolo, lagos ou reservatórios, é importante para ter um maior controle e garantia no produto entregue ao seu cliente. Além disso, é importante que cada empreendimento garanta seu próprio retratamento de água, com produtos de sua confiança, aprovados pela ANVISA e testados por laboratórios renomados.

A partir do momento que os alimentos contaminados servidos, resultarem em problemas de saúde, poderão ocorrer ações judiciais por danos morais contra o seu estabelecimento, além de uma queda no movimento quando esta situação chegar ao conhecimento público. Com a fiscalização da Vigilância Sanitária e confirmados os problemas, além de investimentos para adequação dos pontos negativos, ainda pode haver recolhimento de produtos considerados inapropriados, e outras sanções dependendo da gravidade.


Como manter a qualidade da água no ramo alimentício


Tão importante quanto qualquer outro elemento ou recurso, a água é um ingrediente fundamental dentro de um estabelecimento que trabalha com alimentos. Por isso é imprescindível cuidar bem dela, para que não seja o agente transmissor de doenças que vão contaminar o processo de produção.

Desta forma, o controle da qualidade da água deve ser realizado não só pelas companhias responsáveis pelo abastecimento de água, mas também pelos empresários, donos dos estabelecimentos que produzem, fracionam, organizam, armazenam e fornecem alimentos preparados para o consumo humano. Neste rol de empreendimentos, se destacam:


👉Restaurantes;

👉Bares;

👉Padarias;

👉Lanchonetes, entre outros.

Quem fiscaliza esses ambientes é a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), exigindo a comprovação de que a água utilizada é potável, pensando sempre em preservar a saúde do consumidor, devendo atender determinadas características microbiológicas e físico-químicas de acordo com a Portaria 2914/2011 do Ministério da Saúde.


Se as análises de água do seu estabelecimento apresentarem resultados indesejados, você deve tomar algumas atitudes, como:


👉 Observe se o teor de cloro residual livre na água está superior ou igual a 0,2 mg/L, em todos os locais coletados. Caso estiver menor, verifique o sistema de cloração ou busque um especialista para fazer o ajuste;


👉 Cheque se a higienização da caixa d'água ou dos reservatórios está sendo realizada dentro do período recomendado. Se não forem removidas com eficiência as partículas de crostas que se formam com o tempo, as mesmas favorecem o desenvolvimento de microrganismo, inclusive as bactérias heterotróficas;


👉 Faça a limpeza, higienização e desinfecção de torneiras, bebedouros nos pontos de consumo, com periodicidade, evitando assim o acúmulo de resíduos;


👉 Utilize produtos apropriados para cada modalidade de limpeza, como alimentos, utensílios, equipamentos e superfícies.

Vale ressaltar que a ANVISA publicou uma nova Resolução sobre PADRÕES MICROBIOLÓGICOS PARA ALIMENTOS, a RDC nº 331 de 23 de dezembro de 2019, e para complementá-la, foi publicada junto a Instrução Normativa, IT nº 60.

Ambas estão totalmente vinculadas na forma de como devemos cuidar dos alimentos e da água em um estabelecimento comercial, bem como seguir os padrões microbiológicos do que será ofertado aos consumidores. Sendo assim, todo estabelecimento deve realizar análises microbiológicas periódicas da água, dos alimentos e de superfícies de manipulação, a fim de garantir o controle higiênico-sanitário de toda a cadeia produtiva.


O objetivo é preservar constantemente a saúde de nossos consumidores e evitar as Doenças Transmitidas por Alimentos (DTA) e/ou Bebidas contaminadas.



Conheça os produtos da Clorin


A Clorin, há mais de 50 anos no mercado, oferece uma linha de pastilhas desinfetantes de uso profissional, tecnologicamente desenvolvidos para garantir a segurança e saúde de seus clientes e funcionários. Assim, de forma prática, segura e econômica, através de seu mix de produtos, protege a todos das doenças transmitidas por água, alimentos, objetos e superfícies contaminadas.



Clorin PM FOOD Tabs


Um produto é testado e aprovado contra bactérias e vírus, com a garantia de que elimina 99,99% dos microrganismos presentes nos alimentos. O Clorin PM Food Tab, é desenvolvido para a correta e segura higienização profissional de verduras, frutas e legumes, além de superfícies, utensílios e equipamentos de pré e pós-mix em restaurantes, cozinhas industriais, indústrias alimentícias e afins.

Previne seus clientes e funcionários das doenças transmitidas por alimentos, causadas pela ingestão de refeições contaminadas, evitando que problemas do tipo coloquem em risco o sucesso e a reputação de sua empresa. PM FOOD Tabs é o único produto da categoria, aprovado para a desinfecção de alimentos orgânicos pelo IBD.


Linha Clorin para tratamento de Água


Esta é uma linha de pastilhas germicidas pré-dosadas, à base de derivado clorado orgânico, para o tratamento microbicida de volumes específicos de água para fornecimento e utilização no consumo humano e animal, que substitui com vantagens outras alternativas à base de hipoclorito de sódio para o tratamento da água.

De comprovada eficiência germicida, as pastilhas pré-dosadas Clorin, tratam a água diretamente nos reservatórios de diversas capacidades volumétricas específicas, assegurando total desinfecção dos recipientes e tubulações, possuem baixo custo por litro de água tratada, não alteram o pH do meio, possuem estabilidade e rendimento superiores e não oferecem nenhum risco à saúde.

São indicadas também, para a correta desinfecção de caixas d’água e cisternas por empresas especializadas no controle de pragas urbanas.

Ou seja, existem diferentes maneiras de garantir a qualidade da água que você usa no seu estabelecimento, é só acessar nosso site. Um ou mais destes produtos serão bem úteis para o seu negócio.


Continue acompanhando nosso blog e saiba mais.


84 visualizações0 comentário
bottom of page